Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

quarta-feira, 15 de junho de 2011

«A REVOLUÇÃO PSICANALÍTICA» - MARTHE ROBERT



«A REVOLUÇÃO PSICANALÍTICA»
  MARTHE ROBERT (1914-1996)
TRADUÇÃO: JOSÉ M. LEBRE DE FREITAS
CAPA: ALDA ROSA e DUARTE NUNO SIMÕES
´PSICOLOGIA E PEDAGOGIA`
MORAES EDITORES
LISBOA, 1968
(410 Págs.)
TÍTULO ORIGINAL: «LA RÉVOLUTION PSYCHANALYTIQUE»
PAYOT
PARIS, 1964






A Autora, MARTHE ROBERT, foi uma consumada e excelente germanista, de quem se publicaram traduções de KLEIST, BÜCHNER, NIETZSCHE, GÖTHE e KAFKA.
Consagrou vários estudos a KAFKA tendo escrito um ensaio sobre LITERATURA, «L'ANCIEN ET LE NOUVEAU», que lhe valeu o prémio ´FÉMINA-VACARESCO`. Colaborou em várias revistas e na RÁDIO-
-TELEVISÃO FRANCESA, para a qual «A REVOLUÇÃO PSICANALÍTICA» foi originariamente concebida para uma série de emissões.
A presente obra é constituída por essa série de emissões radiofónicas que foram difundidas pelo canal nacional (França III) da RADIOTELEVISÃO francesa de 1 de Dezembro de 1962 a 30 de Julho de 1963. A
autora decidiu conservar-lhe a forma de apresentação e desenvolvimento exigida pelo seu destino original, completando-a porém com notas e as indispensáveis referências bibliográficas. 
O texto em si não foi alterado, mas umas quantas vezes acrescido de citações. Os textos de FREUD e de certos autores alemães inéditos em FRANÇA foram traduzidos por MARTHE ROBERT.


Por conseguinte no presente livro, aborda a obra de FREUD, menos como especialista e ´técnica` do que com a sensibilidade de escritora e crítica. Consegue deste modo, expor claramente as ideias-
-mestras da teoria psicanalítica, reintegrar o grande sábio no meio intelectual da época e mostrar um novo aspecto da sua obra ao rever as influências literárias que lhe modelaram o estilo e formaram o pensamento.


A obra de FREUD, cujos volumes foram, na expressão do poeta KURT TUCHOLSKY, outros tantos ´dias que abalaram o mundo`, deve ao seu alcance revolucionário e à influência nunca vista que exerceu e exerce ainda hoje nos espíritos o lugar singular que ocupa na ciência.

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue