Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

«A VIA DAS PROFUNDIDADES»


KUSNACHT - ZURIQUE


«O sistema de Jung é o primeiro entre os modernos sistemas filosóficos que embora se encontre num nível de consciência estruturado de modo totalmente diferente, se liga à concepção da Idade Média sobre a realidade absoluta da alma».

A história do antigo Egipto já no-lo ensina: sempre que acaba um "mês platónico", e nos princípios do seguinte, surgem fenómenos de transformação psíquica. Trata-se, parece, de alterações que afectam a constelação e a actividade dos dominantes psíquicos, dos arquétipos, dos" deuses", e que provocam ou acompanham as modificações seculares da psique colectiva.


«Jung teme uma guerra, ou uma catástrofe, para 1964, (... ), devido às transformações astrológicas, à passagem de uma época para outra. ( ... ) final de um EON e começo de outro.» JOLANDA JACOBI a MIGUEL SERRANO.


«À medida que avança na idade, Jung progride na sua própria evolução; parece interessar-se menos pelo domínio das neuroses e das psicoses; sente-se atraído de preferência para o que, encarado sob o ponto de vista religioso, poderia chamar-se a cura da alma. O paciente torna-se para ele cada vez menos «o doente«, para ser simplesmente alguém que «procura a salvação». Compreende-se porque é que se preocupa , cada vez mais, com o problema do homem que envelhece e com a estruturação de a «tarde da vida».»



A ruptura de Jung com Freud, levou aquele a designar a sua psicologia, em oposição à Psicanálise, de «Psicologia Analítica»; posteriormente, quando ela se tornou mais teórica, chamou-lhe «Psicologia Complexa».»


«Jung construiu uma obra enorme, que se fundamenta numa cultura considerável, multidimensionada no espaço e no tempo, repleta de referências à filosofia indiana como à alquimia, à gnose como aos exercícios de Santo Inácio ou à sabedoria chinesa».





sábado, 6 de fevereiro de 2010

«ULTIMATUM» - MANIFESTO SENSACIONISTA ( 1917 ) -ÁVARO DE CAMPOS - SEPARATA DE «PORTUGAL FUTURISTA»



«Ultimatum» de Álvaro de Campos

Mandado de despejo aos mandarins da Europa! Fora.

Tudo daqui para fora! Tudo daqui para fora!
Ultimatum a eles todos, e a todos os outros que sejam como eles todos!
Senão querem sair, fiquem e lavem-se.
http://www.youtube.com/watch?v=Ja9Vercrab0&feature=player_embedded


O Methodo sabe-o só a geração por quem grito, por quem o cio da Europa se roça contra as paredes! ( ... ) Se eu soubesse o Methodo, seria eu-proprio toda essa geração! Mas eu só vejo o Caminho; não sei onde ele vae ter! Em todo o caso proclamo a vinda da Humanidade dos Engenheiros! Faço mais: «garanto absolutamente a vinda da Humanidade dos Engenheiros! (... )Proclamo a vinda de uma Humanidade mathematica e perfeita! Proclamo a sua Vinda em altos gritos! Proclamo a sua Obra em altos gritos! ...

Proclamo-A, sem mais nada, em altos gritos! E proclamo tambem: Primeiro: «O Superhomem Será, Não o Mais Forte, Mas o Mais Completo!» E proclamo tambem: Segundo: «O Superhomem Será, Não o Mais Duro, Mas o MAIS Complexo!» E proclamo tambem: Terceiro: « O Superhomem Será, Não o Mais Livre, Mas o Mais Harmonico! Proclamo, isto bem alto e bem no auge, na barra do Tejo, de costas pra a Europa, braços erguidos, fitando o Atlantico e saudando abstratamente i Infinito! ÁLVARO DE CAMPOS - «ULTIMATUM» .







LIVROS EM REGRA ESGOTADOS - «O QUINTO IMPÉRIO» -DOMINIQUE DE ROUX





«O QUINTO IMPÉRIO» ( Romance )
Autor: DOMINIQUE DE ROUX, (Prefácio de RAYMOND ABELLIO),
Roger Delraux, 1977.(Delraux é o anagrama de Gérard de Roux)


Pelas vias sinuosas da literatura, «O Quinto Império» encontra e ultrapassa a verdade das coisas.A realidade, que jornalistas e jornalismo-o estilo duma época-esconderam, este romance,trazido pelo abalo telúrico da Revolução portuguesa, revela-a.


A realidade que jornalistas e jornalismo - o estilo de uma época - esconderam, este romance, trazido pelo abalo telúrico da Revolução portuguesa, revela-a ...


Mas atenção à capa: Quadro de Velasquez, «A RENDIÇÃO DE BREDA»: sob um certo ângulo, aparece uma imagem, a da morte, fundamento de toda a anamorfose. Assim o general Spínola, vencedor em Breda (1627), recebe, neste livro, a rendição do outro Spínola, a 25 de Abril de 1974, em Lisboa, lugar à parte no mundo. «O QUINTO IMPÉRIO», Dominique de Roux.



LIVROS EM REGRA ESGOTADOS - «A HAGANAH»







Com 42.000 homens e 10.000 espingardas, o exército secreto judaico enfrenta o mundo árabe.
São soldados instruidos pelos quadros forjados na clandestinidade: MOSHE DAYAN, HAYM LAS- KOW, ITZHAK RABBIN,MORDECHAI CITENBAUM ( o almirante Limon das vedetas de Cherburgo).
E o exército secreto repele os cinco exércitos árabes que desabam sobre Israel.


LIVROS EM REGRA ESGOTADOS - «ESTUDOS ESOTÉRICOS - SUBMUNDO, MUNDO , SUPRAMUNDO»




«ESTUDOS ESOTÉRICOS - SUBMUNDO, MUNDO , SUPRAMUNDO»,
pelo VISCONDE DE FIGANIÈRE ( GRÃ-CRUZ DA ORDEMDE SANTA ANNA DA RÚSSIA;
ENVIADO EXTRAORDINÁRIO E MINISTRO PLENIPOTENCIÁRIO que foi de PORTUGAL em S. PETERSBURGO ( 1870-1876 );
MEMBRO ( FELLOW ) DA SOCIEDADE TEOSÓFICA ( PERTENCIA À LOJA DE LONDRES, PORTANTO ÍNTIMO DE H.P.B. , E POR CONSEGUINTE ACTIVO DA «ESCOLA ORIENTAL» )

LELLO, 1889.



«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - «AS PROVOCAÇÕES POLICIAIS»



«AS PROVOCAÇÕES POLICIAIS» 
( «Les Provocations Policières ) 
Autor: BENARD THOMAS 
Tradução: Luis Matoso
Colecção real-imaginário 
INICIATIVAS EDITORIAIS 
Lisboa, 1974.  
Título original: «Les Provocations Policières» 
Librairie Arthème Fayard, 1972


Uma antologia das mais célebres, imaginosas e recambolescas ´PROVOCAÇÕES POLICIAIS` . (...)um livro útil, posto que algumas das histórias são bem saboras ninguém diga « desta água( a das provocações) não beberei».


«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - «O IMPÉRIO DOS SEM-DEUS» - ROMANCE DOS COSTUMES SOVIÉTICOS



«O IMPÉRIO DOS SEM-DEUS»
Romance dos Costumes Soviéticos
Autor: PIERRE CROIDYS
trad. de MORAES LEAL
Livraria Bertrand, Lisboa


O autor, Pierre Croidys, «Laureado da Academia Francesa e da Academia de Educação e de Auxílio-mútuo Social». Ilustrações de GRAND'AIGLE. Primeiro prémio de romances em língua francesa no Concurso Internacional de Romances sobre o Bolchevismo.


«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - «A HISTÓRIA DO MOVIMENTO MACNOVISTA ( 1918-1921 )




«A HISTÓRIA DO MOVIMENTO MACNOVISTA» (1918-1921)
 Autor: P. ARCHINOFF, Edições Spartacus, Lisboa, 1925 


 Onde as massas laboriosas não se deixam subjugar, onde cultivam o amor da independência, onde acumulam a sua vontade de classe, elas criarão sempre «os seus próprios » movimentos sociais, agirão «segundo a sua própria vontade».É a (...)macnovstchina.





«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - « A CONSPIRAÇÃO CONTRA A PAZ»




«A CONSPIRAÇÃO CONTRA A PAZ»
 (Edição americana, Março de 1945). 
Autores: MICHAEL SAYERS e ALBERT E. KAHN
 Seara Nova, Lisboa, 1947 (sem referência do tradutor)...


NOTA DOS AUTORES: Deve-se ter presente, durante a leitura deste livro, que o Estado Maior Alemão procede de modo a prender nas suas malhas muitas pessoas de todos os países, que não suspeitam dos papeis que desempenham a favor dos planos secretos alemães. Da inclusão de tais pessoas não se deve inferir que elas pretendem ofender, em consciência, A felicidade das suas próprias pátrias.


NOTA FINAL:
A primeira edição deste livro foi para a tipografia antes dos EUA e do mundo serem abalados pela trágica morte do nosso grande comandante-chefe, o Presidente Franklin Delano Roosevelt. Como dirigente querido do povo americano conduziu-nos à vitória e apontou-nos o caminho para uma paz duradoura. Agora, mais do que nunca, todo o cidadão americano deve empenhar-se na realização daquela vitória e daquela paz que o Presidente Roosevelt tornou pissíveis e pelas quais sacrificou a
vida.


http://www.antifascistencyclopedia.com/allposts/the-plot-against-the-peace-by-michael-sayers-and-albert-e-kahn-excerpts-3


«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - «O DRAMA DE NUREMBERG» -CARLOS FERRÃO


«O DRAMA DE NUREMBERG» Autor: CARLOS FERRÃO, Editorial-Século, Lisboa, s.d. ISBN: Enquanto estivemos a ser julgados, pairaram na sala deste Tribunal os espectros de milhões de inocentes sacrificados à nossa loucura e à nossa ambição. Hão-de passar milhares de anos até que se desveneça, na memória(...) a lembrança dos crimes... H. FRANK

«LIVROS EM REGRA ESGOTADOS» - «LIBRES PROPOS» ( SUR LA GUERREET LA PAIX ) - ADOLF HITLER



(UN DOCUMENT BOULEVERSANT, DÉCOUVERT DANS LES ARCHIVES DE BORMANN): «LIBRES PROPOS» (Sur la guerre et la paix), recueillis sur l'ordre de MARTIN BORMANN. Préface de ROBERT D'HARCOURT, de l'Académie française. Version française de FRANÇOIS GENOUD. «LE TEMPS PRÉSENT», FLAMMARION,1952


Pesquisar neste blogue