Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

sábado, 26 de maio de 2012

OS NOVOS MESSIAS» - ´Análise psicopatológica de HITLER e MUSSOLINI» - LUIS CEBOLA



«OS NOVOS MESSIAS»
´Análise psicopatológica de
HITLER  e  MUSSOLINI`
   LUIS CEBOLA
Director -clínico do Hospital do Telhal
         EDIÇÃO DA 
EMPRESA NACIONAL DE PUBLICIDADE
LISBOA, 1945
211 págs.




O Autor, Luis Cebola, Médico alienista, apesar de esperar a admiração e espanto da presente obra, por parte daqueles que, estranhos à medicina, decidiu dar à estampa uma análise psicopatológica de Hitler e Mussolini. 
Alega, o Autor que se fundamenta apenas e tão somente no testemunho de pessoas que os conheceram e com eles colaboraram; nos relatos de jornais portugueses e estrangeiros e em livros onde se comentam os aspectos económico, financeiro e racista do que denomina «fascismo ítalo-
-germânico. 
Confia que compreenderão, desde logo, o motivo de se abalançar a estudo de tamanha amplitude e responsabilidade, invocando para isso os progressos da Psiquiatria da época, que já então permitem
conclusões seguras, apesar de não ter havido procedido a exame directo.
Caso, por exemplo, se tratasse de uma personagem que, tendo morrido há muitos anos, tenha deixado escritos, desenhos, pinturas ou quaisquer outros elementos fidedignos, os peritos-psiquiatras
poderiam estabelecer as bases do diagnóstico de uma psicose, psicopatia constitucional ou ou
oligofrenia, unicamente pelo exame desses documentos.
Ora, afirma o Autor, se é possível fazê-lo em casos remotos, menor dificuldade se lhe deparou no estudo de Hitler e Mussolini. De resto, tendo vivido na mesma época e vibrado com seus ruidosos
êxitos, durante as ditaduras fascista e nazista, isto é, a «Nova Ordem» que pretenderam impor a todo
o Mundo. 
Este acontecimento de consequências latas, profundas e catastróficas, será sempre, para o analista, um tema de grande interesse e, para a Itália e Alemanha, penosa recordação, por quantos viram
desabar os seus impérios e cobrirem-se de ruínas os territórios pátrios.
Este magno acontecimento, deu origem a que viessem a lume diversas publicações sobre esse fenómeno político-social. Parece, todavia, ao Autor que ainda não houve lugar a uma interpretação
que incidisse sobre a sua faceta patológica, à luz dos princípios positivos da Medicina.
A obra de análise escrita pelo Autor e que propões à leitura, é, pois, a síntese da suas investigações,
acompanhada pela crítica respectiva, acerca dos cérebros anómalos que agitaram loucamente a Humanidade no século XX.
Com a sua actuação estrondosa, se encerrou o ciclo histórico, a que ao tempo de chamava ´Idade
Contemporânea` , que acabava de morrer, sob os escombros da II Guerra Mundial.
Esta ´Idade` nasceu, iluminada pelos clarões da ´Bastilha` para se conquistarem os direitos do Homem, e entrou em agonia, ao rufar dos tambores que anunciavam a sua luta titânica, para os salvar das mãos de ferro de Hitler e Mussolini.




NOTA: É interessante referir a semelhança da análise efectuada pelo internacionalmente famoso Dr.   F. Achille-Demas em «Adolf Hitler: Essai de biographie psycho-patologique», 1946.


Contra este tipo de análise se levantou a corrente do «Realismo Fantástico», iniciada em:
«LE MATIN DES MAGICIENS», 1960 (1º tradução portuguesa: «O DESPERTAR DOS MÁGICOS»
 introdução ao Realismo Fantástico») de LOUIS PAUWELLS e JACQUES BERGIER, que vai ter  
 seguimento na Revista «PLANÈTE»...


http://pt.wikipedia.org/wiki/Lu%C3%ADs_Cebola
http://books.google.pt/books/about/Adolf_Hitler.html?id=9ydLAAAAMAAJ&redir_esc=y
http://skocky-alccyone.blogspot.pt/2012/04/estes-doentes-que-nos-governam-pierre.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/icgf+(ALCYONE)




Sem comentários:

Pesquisar neste blogue