Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

«HISTÓRIA DA REVOLUÇÃO FRANCESA» - Albert Mathiez - Tradução de Alexandre Babo - Introdução de Óscar Lopes - Imprensa Social - Cooperativa do Povo Portuense




    «HISTÓRIA DA REVOLUÇÃO FRANCESA»
                     Albert  Mathiez
Professor de História da Revolução Francesa  na Universidade de Paris
Tradução de Alexandre Cabo
Introdução de Óscar Lopes
Porto - 1957
Imprensa Social
Secção da Cooperativa do Povo Portuense
Rua de Camões, 576 - Porto
12 fascículos - 628 págs.
Sem referência do título original e do editor !...
A versão portuguesa segue fielmente a 1ª edição:
«La Révolution Française: La chute de la Royauté; La Gironde et la Montagne; la Terreur»
Librairie Armand Colin
Paris - 1922

A Introdução de Óscar Lopes ocupa 10 págs. sem numeração!

O Índice geral vem no fim do 12ª fascículo. 
As três partes referidas no original: «A queda da Realeza»; ««A Gironda»; «O Terror»
não constam nesta versão, porém os capítulos correspondem à edição original !...

Nota: A edição brasileira em 3 vols. mantém os títulos dessas mesmas partes!...






Como Alexandre Babo explica no seu ´Opúsculo` - «AUTOBIOGRAFIA» - Notas e Alguns Contos, onde a pág. 71, inicia as «Alegações Proferidas no Tribunal Plenário do Porto», em 4 de Maio de 1957, por ele feitas e onde lhe teve ensejo de desenvolver alguma Teoria sobre o movimento operário, o Komintern e o Kominform, achou-se necessário editar uma obra sobre a ´Revolução Francesa` que permitisse uma leitura ´avant la lettre` da revolução Bolchevista e que também fosse usada a partir da situação da URSS, par dar a entender que esta era no fundo a realização do ideário Jacobino e especialmente do ´babeuvismo`! Não teve Editor porque a «pretimosa» (a P.I.D.E.) iria impedir  a edição!

Mãos à obra, e foi-se publicando em fascículos (ao todo 12), ainda em 1957, impressos na ´IMPRENSA SOCIAL`, Secção da Cooperativa do Povo Portuense, Rua de Camões 576 - PORTO. Os fascículos foram saindo, e quem o desejasse os faria encadernar!
Quanto a mim decidi deixá-los em fascículos avulso!
A perspectiva está nos antípodas da obra de Pierre Gaxotte!
O que não se pode admitir é a afirmação feita algures num ´blog` que alega  a Universidade e o Ensino em geral, estivesse ´já` nas mãos dos intelectuais da Esquerda! O que acontecia e isso é realçado por António José de Brito, em «Destino do Nacionalismo Português» - Verbo, 1962, é o facto de a direita estar desarmada teoricamente e sem vontade de lutar! A.J.B. afirma mesmo a existência  de uma juventude ´abúlica e interesseira` apenas preocupada por altos cargos
lucrativos!...

Estes fascículos que atingem 628págs. enfermam precisamente da  falta de rigor historico e de tentar com  bastante erudição vender coelho por lebre!
Portanto aquilo que em França foi Livro, cá são apenas ´fascículos` de ´Agit-Prop` com aparência de grande nível histórico para consumo do intelectual! (de ) esquerda!


http://skocky-alcyone.blogspot.pt/2010/10/revolucao-francesa-pierre-gaxotte-la.html
http://skocky-alcyone.blogspot.pt/2010/10/historia-da-revolucao-francesa-lopes.html



Sem comentários:

Pesquisar neste blogue