Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

«LIBERDADE PARA PORTUGAL» - Com a colaboração de Mário Soares - Willy Brandt - Bruno Kreisky





     «LIBERDADE PARA PORTUGAL»

DOCUMENTAÇÃO COLIGIDA E COORDENADA
                                 POR
VICTOR CUNHA REGO E FRIEDHELM MERZ
LIVRARIA BERTRAND, LISBOA - 1976
                      
               Colaboração de
Mário Soares - Willy Brandt - Bruno Kreysky

Capa de José Cândido
Tradução de textos estrangeiros por
Maria Natália Vasconcelos Pinto
Título da edição original alemã:
«Freiheit Fur Den Sieger»
Copyright: Ferenczy Verlag
Zurique, 1976




«PORTUGAL CONSTITUI UM TESTE PARA A EUROPA»

«Desde a Revolução de 25 de Abril de 1974 que todo o mundo ocidental tem os olhos postos em Portugal. A consolidação de uma democracia em liberdade, alcançada pelo povo, contra a intransigente pretensão de tomada do poder por parte de grupos minoritários, tornou-se uma das condições do equilíbrio europeu.
LIBERDADE PARA PORTUGAL, descreve, com larga profusão de pormenores, a evolução política de Portugal desde 1974, e os esforços dos socialistas portugueses tendentes a impor uma forma de governo democraticamente livre. Além da história, programa e objectivos políticos do Partido Socialista Português, são aqui, também, apresentadas as suas figuras mais representativas, em especial Mário Soares, hoje, sem dúvida, o político português de maior projecção além-fronteiras. Pois nenhum como ele lutou, desde há anos, pelo apoio internacional à instituição em Portugal de uma democracia escolhida pelo povo. A primeira parte deste livro inclui a colaboração de Mário Soares, Willy Brandt e Bruno Kreisky, os quais analisam a evolução política portuguesa, particularmente no seu significado e contribuição para a construção na Europa do Socialismo Democrático.»






A Fundação Friedrich Ebert está representada em Portugal desde 1976, mas as relações com este país já remontam aos tempos antes do 25 de Abril. Em 1973 a fundação do Partido Socialista português teve lugar numa Academia de formação política da Fundação Friedrich Ebert na Alemanha.
http://www.feslisbon.org/site/index.php (cf. pág. 49 da presente obra: «Acta da fundação do Partido Socialista»!


Os congressistas da CISL abriram seu último congresso nesta terça-feira, o 19º desta organização nascida em 1949 como uma dissidência da Federação Sindical Mundial (FSM). Esta confederação comunista ainda existe e decidiu não se juntar à nova CSI.
A resolução que decreta a morte da CISL e pede a criação da CSI foi adotada por unanimidade pelas centenas de congressistas, que representam 241 sindicatos nacionais e 155 milhões de filiados de 156 países.
http://g1.globo.com/Noticias/Economia_Negocios/0,,AA1333440-9356,00.html
http://www.google.pt/search?source=ig&hl=pt-PT&rlz=1G1GGLQ_PT-PTPT271&q=fundação+fr.ebert&btnG=Pesquisa+do+Google&meta=lr%3D&aq=f&oq=

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue