Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

quarta-feira, 20 de julho de 2011

«25 DE ABRIL» - ´Liberdade e Esperança` - Augusto Vieira



«25 DE ABRIL - LIBERDADE E ESPERANÇA»
  AUGUSTO  VIEIRA
  EDITORIAL VOUGA - 4
EDITORIAL VOUGA, S.A.R.L.
AVEIRO, Maio de 1974




Do Autor, Augusto Vieira, a contra-capa refere ser licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra e com o curso complementar de Ciências Histórico-Jurídicas; enveredou pela Magistratura, tendo desempenhado funções de Delegado do Procurador da República em várias comarcas, entre elas a de 
Lisboa. Ingressando na magistratura judicial, ao ser promovido à 1. classe, pediu licença ilimitada e fixou-se em Aveiro, onde exerce a advocacia. Coube-lhe a primazia, após o regime deposto, de ser o primeiro advogado, num caso de ´abuso de liberdade de Imprensa` , contra a C.P., vindo a dirigir o jornal «O LUTADOR», onde se patenteiam os seus princípios democráticos e populares.


O mais importante neste pequeno livro de 125 págs. , reside no facto de ter sido editado logo após um
mês do 25 de Abril!


25 DE ABRIL - LIBERDADE E ESPERANÇA, é uma colectânea de textos que traduzem a vivência do momento histórico que galvanizou o povo português. É actual e ´talvez sirva` para desentorpecer o espírito dos que vierem a lê-lo; por outro lado, a apresentação dos programas de alguns dos mais discutidos partidos políticos, numa mesma publicação em livro, acrescida do sabor, - ignorado nestas paragens - , da discordância aberta com as mais proeminentes figuras do momento nacional, dá, a singularidade de fenómeno, para a maioria de ´nós` , a este 25 de Abril - Liberdade e Esperança, que viria a lume com o título de 25 de Abril apenas, caso, e já composto, não o tivesse precedido a publicação de outro trabalho da autoria de cinco jornalistas.


Quem poderia, decididamente, pensar, meses atrás - dias antes do 25 de Abril de 1974, será melhor dizer, - que um programa democrático, outro socialista, um outro comunista, etc. , viriam emparceirar, à luz do sol lado a lado, com as declarações de altas patentes da Forças Armadas?


Nem no silêncio da noite o cidadão comum poderia aventurar-se a prever que um livro deste género viria a estar exposto, amanhã, logo, agora, nas montras das livrarias. E é claro que muitos cidadãos viviam alheios à problemática do tempo presente, mal nos dando conta de que mesmo a dois passos, para lá dos Pirinéus, as ideologias, - esquerda, centro, direita, mais as múltiplas intermédias, - coexistiam, sem grandes dificuldades. E é claro que, - quando chegava, - tudo isto chegava ao nosso conhecimento como uma avalanche de neve em pleno Himalaias; era um assunto sobre o qual se reflectia ou se discreteava sem a necessária concentração interior.


O Autor e a Editora, fazem votos de que nesta terra, agora realmente livre, vários trabalhos aparecerão sobre o 25 de Abril e que todos eles sejam, se mais não forem, uma espécie de treino, exercício de aquecimento para outra obras de tomo.




ÍNDICE


I - QUE ACONTECEU REALMENTE?
II - A HISTÓRIA
III - A INFORMAÇÃO
IV - PRIMEIRAS LEIS DO NOVO REGIME
V - PARTIDOS POLÍTICOS
VI - PERSPECTIVAS

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue