Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

sábado, 3 de outubro de 2009

Em Maio de1936, Calvo Sotelo é assassinado em Madrid - A Revolta encontrou o pretexto esperado e o Mártir de que necessitava


«Antes una España roja que una Espña Rota»

                         Calvo Sotelo





Calvo Sotelo, político espanhol, natural da Galiza dispunha de grande influência. Perito de assuntos económicos e financeiros, foi ministro durante a ditadura de Primo de Rivera. Regressou à actividade política  com a proclamação da República. Deputado em 1935 e 1936, tomou rapidamente uma posição de destaque na oposição aos partidos da Frente Popular.
A 16 de Junho nas ´Cortes`, aquele que se tornara o ´dirigente da direita`, ameaça o Governo: «Contra este Estado estéril, eu proponho o Estado Integral. Muitos o apelidarão de ´Fascista`, porém se ´Fascista` consiste no fim das greves, no fim da desordem, no fim do abuso contra a propriedade, então declaro com orgulho que sou ´Fascista`. Chamo louco a todo o soldado que diante da eternidade não está pronto a erguer-se contra a anarquia se isso for imperativo.»
Três semanas mais tarde, em Julho de 1936, Calvo Sotelo é barbaramente assassinado! A sua morte morte foi o motivo imediato que provocou a Guerra Civil Espanhola: ´A Revolta encontrara o pretexto e o mártir!`



Sem comentários:

Pesquisar neste blogue