Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

«A REPÚBLICA AMERICANA» - RAYMOND LÉOPOLD BRUCKBERGER



«A REPÚBLICA AMERICANA»
  R. L. BRUCKBERGER
Tradução de Mercedes Zilda Cobas Felgueiras
EDITORA FUNDO DE CULTURA
RIO DE JANEIRO - 1960


Traduzido do original francês:
´LA RÉPUBLIQUE AMÉRICAINE
COL. PROBLÈMES ET DOCUMENTS
GALLIMARD
PARIS - 1958


O Autor é um Padre Dominicano que é um ícone da cultura e da ´RESISTÊNCIA`, ocupando um lugar único na História da França do século XX ( viveu entre 1907 e 1998). Condecorado com as mais altas distinções devido à sua luta contra o invasor nazi, arrostando com a  prisão pela ´GESTAPO` e os sacrifícios da luta como um dos dirigentes do ´Maquis`!
O PADRE R. L. BRUCKBERGER foi co-siganatário do saneamento dos homens de letras colaboracionistas, ao lado de ALBERT CAMUS, MICHEL LEIRIS, GABRIEL MARCEL, FRANÇOIS MAURIAC, JEAN-PAUL SARTRE, PAUL VALÉRY, entre outros!
Dado o facto do CARDEAL SUHARD, ARCEBISPO DE PARIS, ter recebido na CATEDRAL DE NOSSA SENHORA DE PARIS, o Marechal PÉTAIN e o Comandante alemão de Paris, opôs-se veementemente ao desejo do General DE GAULLE na escolha da referida Catedral para celebrar em  26 de Agosto de 1944, a Libertação de França do jugo NAZI-FASCISTA! Achava que a celebração deveria ter lugar na Catedral de NOSSA SENHORA DAS VITÓRIAS...porém a sua vontade não foi respeitada!


A presente obra foi dividida pelo Autor em duas partes, ambas sob o tema da Revolução Política americana, a quando da sua independência. O Autor compara-a à Revolução Francesa, quase contemporânea. A segunda parte dedica-a à Revolução Industrial e Social, iniciada fazia 50 anos na América e que modificou 
profundamente toda a estrutura da sociedade. O Autor mantém na análise o seu método analógico e na segunda parte intenta uma comparação entre a Revolução Americana e a Revolução Bolchevista, no que concerne aos aspectos industrial e social.


Este alto dirigente da Resistência Francesa, distinguiu-se como homem de letras e pensador vigoroso da França do século XX. Podemos estar certos que a obra aqui apresentada não é, decididamente uma obra comum. BRUCKBERGER mantém-se fiel a uma tradição que vem de longe- a de Alexis De Toqueville e de James Bryce. Este livro é a análise da civilização norte-americana, no que tem de original e no que tem em comum com a Europa.
A obra é fruto de muitas viagens e leituras, de encontros e estudos pessoais através do continente americano.
Na introdução afirma o Autor: ´Estou convencido que os Estados Unidos resolveram, na essência, alguns dos problemas que mais atormentam a consciência europeia. A essa herança ocidental trazem eles uma contribuição positiva, a sua fecunda diferença, como, em outras épocas, a Inglaterra, a França ou a Espanha trouxeram suas contribuições e suas diferenças. Essa contribuição americana, como todas as outras, só difere porque é viva, e se não vemos desde logo como fazer concordar essa contribuição com a herança comum, é porque ainda não desenvolvemos suficientes esforços nesse sentido. Parecendo-me a descoberta desse país infinito ser de importância, tentei pelo menos compreendê-lo`.






´IMAGES OF AMERICA`
Tradução em língua inglesa de C. G. PAULDING e VIRGILIA PETERSON
e Introdução de DANIEL MAHONEY
1960


                                      PADRE RAYMOND LÉOPLD BRUCKBERG (1907-1998)

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue