Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

domingo, 30 de maio de 2010

«OS EXÉRCITOS DA NOITE» - Norman Mailer

Norman Mailer (1923-2007), nasceu a 31 de Janeiro de 1923 em Branch, New Jersey (E.U.A.). Viveu depois em Brooklyn e estudou na Universidade de Harvard. De 1944 a 1945 foi soldado de infantaria tendo estado nas Filipinas e no Japão. Após a guerra, fez um estágio em França, na Sorbonne. Mais tarde, juntamente com outros intelectuais, fundou o jornal contestatário «The Village Voice». De 1953 a 1963 foi redactor de «Dissent».
A publicação, em 1948, do seu romance «The Naked and the Dead» (editado em português, com o título de «Os Nus e os Mortos», pela Ulisseia e reeditado pela Portugália) trouxe-o para a primeira fila da literatura americana posterior à segunda guerra mundial.
O prestígio alcançado reforçou-se com algumas obras posteriores, nomeadamente, PRAIAS DA BARBARIA (Barbary Shore), O PARQUE DAS CORÇAS (Deer Park), UM SONHO AMERICANO
(An American Dream), todas editadas pela Portugália, CANNIBALS AND CHRISTIANS, WHY ARE WE IN VIETNAM?, OS EXÉCITOS DA NOITE E MIAMI AND THE SIEGE OF CHICAGO. À data da publicação da presente obra, o seu livro mais recente, ainda então inédito, intitula-se A FIRE ON THE MOON, tendo por tema a primeira viagem à Lua.

OS EXÉRCITOS DA NOITE, que levou alguns críticos americanos a considerar Norman Mailer o melhor escritor do seu país no momento de então, foi galardoado em 1969 com os dois mais importantes prémios dos Estados Unidos: o Pulitzer e o Prémio Nacional do Livro (National Book Award).




«OS EXÉRCITOS DA NOITE»
A História como Romance
O Romance como História

NORMAN MAILER

ROMANCES EXEMPLARES Nº 14

TRADUÇÃO: HÉLIO ALVES
CAPA: PEDRO FRAZÃO
FOTOGRAFIA DA CONTRACAPA:
UNITED PRESS
INTERNATIONAL - TELIMPRESSA

PUBLICAÇÕES DOM QUIXOTE

Edição 16 A 104
Dezembro de 1969

TÍTULO ORIGINAL:
«THE ARMIES OF THE NIGHT»
EDITOR: The New American Library, Inc.


As futuras histórias dos ESTADOS UNIDOS registarão as datas de 19 a 22 de Outubro de 1967 como algo de singular: ao longo desses quatro dias travou-se a ´batalha`do Pentágono!
Norman Mailer encontrava-se entre os milhares de manifestantes que gritavam ´Não` à guerra do Vietnam.
Foi preso. Restituído à liberdade, extravasou a sua cólera e a sua fraternidade neste livro-documento em que se entrelaçam magnificamente o jornalismo e a ficção.




Sem comentários:

Pesquisar neste blogue