Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

terça-feira, 11 de setembro de 2012

«OS ANOS DECISIVOS» - PORTUGAL 1962-1965 - um testemunho - CÉSAR OLIVEIRA



«OS ANOS DECISIVOS»
  PORTUGAL 1962-1985
     u m  t e s t e m u n h o
 CÉSAR OLIVEIRA (1941-1998)

EDITORIAL PRESENÇA
1ª edição, Lisboa, 1993
Depósito legal nº 63 395/93


Foi, para todos os que se interessam pela coisa pública, uma importante iniciativa editorial, o lançamento deste estupendo, denso, rico em informação fidedigna do saudoso amigo César Oliveira, que conheci na cidade do Porto durante o período eleitoral de 1969. Durante essa época apreciei sobremaneira a sua independência e coragem, mesmo quando a calúnia batia à porta!...
Nesta magnífica obra, César Oliveira fala-nos, na primeira pessoa, dos acontecimentos que protagonizou e dos quais dá testemunho vivo e vivido, desses anos decisivos para a vida colectiva portuguesa. Escolhe duas datas: 1962 e 1985, precisamente a crise académica de 1962 e 1985, último ano em que foi deputado! Entre essas datas muita água correu e ele esteve sempre presente! Quer como opositor a um marxismo-leninismo que nunca poderia aceitar, dada a sua profunda admiração por Rosa Luxemburgo e outros pensadores de esquerda democrática!...
Quando vim para Lisboa em 1973, por cá nos encontrávamos e soube que colaborava com Adérito de Sedas Nunes na  «Análise Social» e depois com Joel Serrão! Entretanto com o 25 de Abril de 1974 integrou o M.E.S. na sua primeira fase de breve duração!
César Oliveira combina de uma forma particularmente feliz um registo pessoal, porém sempre ligado ao colectivo, com um registo mais ´historialista`, mas a que nunca falta o calor do envolvimento pessoal. De 1962 a 1985, por aqui passam todos os acontecimentos, pessoas, que fizeram a história desses anos de passagem para a democracia.
Alicerçada na sua sólida experiência de historiador, a forma lúcida e inteligente com que analisa todo esse agitado período dá-nos uma visão em extremo completa, em muitos aspectos original e sempre esclarecedora. Proporciona-nos, ao mesmo tempo, o sabor do lado vivo ou mesmo anedótico que nos leva a entrar na intimidade de pessoas, de figuras as mais carismáticas desse processo de transição.
César Oliveira deixou-nos assim uma obra de grande fôlego, que decerto já pode ser considerada uma peça fundamental das bibliografias sobre a nossa história recente.
César Oliveira foi deputado nas legislaturas de 1980 a 1985 e foi Professor de História Contemporânea no ISCTE. Após 1989 foi Presidente da Câmara de Oliveira do Hospital. Faleceu no ano de 1998!...


Sem comentários:

Pesquisar neste blogue