Número total de visualizações de página

Os meus blogues

Os meus blogues...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

DOCUMENTO FMI ( FUNDO MONETÁRIO INTERNACIONAL ) A LER!


Atenção: documento do FMI "neutro" indispensável para "ler a crise"



Confirma o que o IDP (INSTITUTO DA DEMOCRACIA PORTUGUESA) vem dizendo - mas que nunca será muito popular para a opinião publica embora seja percebido pela classe dirigente.

Os problemas de produção e produtividade a resolver em Portugal têm precedência sobre os problemas de redistribuição ( que inclui coisas tão diferentes desde a gestão da divida publica, os tais 30.000 milhões de euros que carecem de refinanciamento em 2010, todo o sistema de banca, crédito e seguros, até assuntos que excitam e enfurecem o público como prémios e salários de luxo a gestores estatais).

Este recado é simétrico do Medina Carreira que grita "lobo" mas diz "que já não há pastores". Atitude deslocada ! Distinguir a utilidade do aviso que ele dá, do empolamento unilateral do problema que ele faz

Este recado é contra os especuladores que assaltam esta semana a emissão de titulos de dívida pelo Estado Portugues, fazendo valer a palavra de ordem do "elo mais fraco" . (O que explica o odioso do comentario do presidente checo Vaclav Klaus que humilhou Cavaco em Praga há cinco dias)


Se houver poupanças, planos e resultados para criar bens transaccionáveis de alto valor acrescentado em agricultura, industria e serviços, e se houver coesão territorial com as famílias a instalar-se e reproduzir-se em todo o territorio, será muito mais facil atrair os dinheiros - nacionais e internacionais - que pagam e refinanciam a divida e que servem de investimento

Isto significa que é preciso dar atenção maciça a tudo quanto se está a fazer de bem em Portugal do pontio de vista criação de emprego, patentes usadas, conquista de mercados de exportação, diplomacia económica, expansão em países lusofonos

É criminosa a estupidifcaçao das televisões sem qualquer critério de relevância para os noticiários. Entre o discurso " fascista" de fatima futebol e fado" e isto, muito pouca diferença. Relativamente a RTP que nós pagamos deveria haver
uma onda de fundo de sociedade civil e a própria RTP se não fosse parva teria aqui uma oportunidade de criar aqui um discurso diferente.
Sem literacia económica, não existe hoje discurso político. Quem não perceber isto, apagou-se !
Isso explica o apagamento dos Partidos usuais que se deixaram atrasar neste sector e por comodismo de posições adquiridas não tiveram sensibilidade à crise desde 2008

Já alguém viu uma ideia económica de fundo vindas do PSD e CDS de franca oposição ao PS ? Passos Colho a dizer que privatiza a CGD? Já alguém se revoltou contra a privatização da ANA ? Contra a desmontagem programada do aparelho económico do Estado portugues

Só com literacia economica, como se viu pelos "gurus economicistas" de 2008 a 2010 - os "nourel roubini", os "medina carreira" só para lembrar as celebridades que normalmente não são os experts, não se vai a sítio nenhum porque as decisões de justiça social são de ordem politica e não permitem nem a "paz podre" que se vive nem "revoluções"

A situação é grave e os instrumentos politicos partidários usuais estão completamente deslocados na resposta à crise.
O avanço da chamada sociedade civil e das forças e candidaturas independentes é importante mas por si só não resolverá nada.

A solução passa, a meu ver, por um crescendo destas tomadas de posição como espero se fará na PASC hoje

Façam o favor de perder tempo com a leitura deste documento, (e há mais) sob pena de tudo o que dissermos pró e contra as soluções actuais ser irrelevante



Mendo Henriques

Sem comentários:

Pesquisar neste blogue